segunda-feira, 30 de julho de 2012

Santos FC vence a segunda partida!!!!

O Time da baixada venceu a segunda partida ontem na Vila Belmiro diante da Ponte Preta, o Santos mostrou um bom volume de jogo, porem demostrando limitações e falta de entrosamento dos jogadores.
Acredito  que o Peixe sente falta sim do Neymar pois  o Santos fica um time comum sem a jóia praiana, mais o que precisamos é que os jogadores sejam liberados do departamento  medico para ajudar o Santos a se recuperar na tabela do brasileirão. Para o próximo jogo não contaremos com os jogadores Adriano e Arouca suspensos pelo terceiro cartão amarelo, o que vai gerar mais dor de cabeça para Muricy Ramalho.
E para alegria de muitos torcedores o jovem jogador Victor Andrade de 16 anos apresentou um bom futebol mostrando que a categoria de base do Santos continua apresentando bons jogadores, como sempre fez nesses 100 anos de existência.
Lembrando que a multa recisoria para tirar o jogador do Santos é de 50 milhões de reais.
Agora Santos sacode a poeira e da a volta por cima!!!!




Nascer viver e no Santos morrer!!!
Att: Evandro Braga

Fabuloso pode chegar ao Top 5 de artilheiros do Tricolor até o fim do ano.


Com dois gols diante do Flamengo, neste domingo, Luis Fabiano ultrapassou a marca do lendário atacante Leônidas da Silva. Com 145 gols pelo São Paulo (Leônidas tem 144), o Fabuloso é agora o sétimo maior artilheiro da história do clube.
Porém, tendo em vista a boa temporada que vem fazendo, o camisa 9 são-paulino já pode sonhar ainda mais alto na perseguição de Serginho Chulapa, número um da lista de goleadores tricolores, com 242 gols.
Com 20 gols marcados em 25 partidas em 2012, Luis Fabiano detém a excelente média de 0,8 gol por jogo. Se mantê-la até o fim do ano nos 27 jogos (25 pelo Brasileiro e dois pela Sul-Americana) que o clube do Morumbi certamente disputará, o atacante anotará mais 21 gols, chegando à marca de 166 com a camisa do São Paulo, ultrapassando Muller, que tem 160.

Sul-Americana pode render mais gols e quinto lugar

Nesta quarta-feira, o São Paulo inicia sua caminhada na Copa Sul-Americana contra o Bahia, em Pituaçu. O jogo da volta também já está marcado para o próximo dia 21 de agosto, no Morumbi.
Trabalhando com a hipótese de que o Tricolor chegue até a final da competição, o São Paulo disputaria então mais 35 partidas até o fim do ano (25 no Brasileirão e dez na Sul-Americana).
Com isso, se transferirmos a média de Luis Fabiano para este número de jogos, o centroavante marcaria mais 28 gols - chegando aos 48 - até o fim da temporada, atingindo a marca de 173 redes balançadas com a camisa do Sampa e igualando Luizinho como quinto maior goleador da história.

Confira a lista de maiores artilheiros da história do São Paulo:

1º - Serginho Chulapa: 242 gols
2º -
Gino Orlando: 233 gols
3º -
Teixeirinha: 189 gols
4º -
França: 182 gols
5º -
Luizinho: 173 gols
6º -
Muller: 160 gols
7º -
Luis Fabiano: 145 gols
*Fonte: Lance
Opinião 

E pensar que ainda vai gente ao estádio vaiar um cara desse ...
Eu me pergunto se são mesmo Sãopaulinos ... 
Que o Fabuloso ignore eles, pois a maioria de nós tricolores.
Acreditamos em você !!


Abs
Dan Castanho - TRI Mundial !!!

Paulo Assunção é apresentado no SPFC.

O volante Paulo Assunção foi apresentado oficialmente como novo jogador do São Paulo na tarde desta segunda-feira, no CT da Barra Funda. Depois do treinamento, o jogador recebeu a camisa 12 das mãos de Adalberto Baptista, diretor de futebol do Tricolor Paulista.

Paulo chega muito bem credenciado, elogiado por ex-são-paulinos como Miranda e Kaká, além do meia Diego, que atuou no Santos. Todos enalteceram a contratação são-paulina. Com a camisa tricolor, ele espera corresponder toda essa confiança depositada em seu futebol.

"Fico muito feliz por receber esses elogios de jogadores com tanta história como eles, fico muito feliz mesmo. Agora tenho de fazer o máximo aqui no São Paulo para corresponder e manter esse bom momento", ressaltou Paulo Assunção.

O volante reforça a equipe na busca por títulos, já que o último do São Paulo foi em 2008, o tricampeonato brasileiro. Ele lembra, com bom humor, de quando foi contratado pelo Atlético de Madri, que vivia um jejum muito maior (48 anos).

"Quando fui apresentado no Atlético, eu falei que queria conquistar títulos. Aí cheguei em casa e minha mulher disse: "Como conquistar títulos se o clube não ganha há 48 anos?" (risos). Aí saí de lá com dois títulos da Liga Europa e uma Supercopa. Então, quero ganhar títulos no São Paulo também", completou o jogador.

Paulo Assunção aguarda que sua documentação seja regularizada na CBF para fazer a estreia no Tricolor. O técnico Ney Franco já antecipou que, quando isso acontecer, irá colocar o jogador no campo de imediato. O camisa 12 assinou contrato de um ano com o São Paulo.
*Fonte: SPFC
Opinião
  
   Não lembro do futebol dele, 
   Espero que venha ser mais uma boa opção no meio campo tricolor.

Abs
Dan Castanho - TRI Mundial !!!
  

domingo, 29 de julho de 2012

Sem gols e sem graça!

Bahia 0 x 0 Corinthians

Muita vontade e pouco futebol, essa pode ser a definição para o futebol apresentado por Bahia e Corinthians na tarde desse domingo. Domínio do Timão no primeiro tempo, mando do Bahia no segundo, mas apenas na posse de bola, pois sem chances claras de gol ninguém tirou o zero do placar.

Esse resultado acaba atrapalhando os planos do Timão de subir rapidamente na tabela para se aproximar dos líderes, pois mesmo jogando fora de casa o objetivo era marcar os 3 pontos, devido a inferioridade técnica e má colocação do adversário na tabela.

CORNETADA

Tite
Demorou pra mexer na equipe e tirou o Romarinho que estava bem na partida. Creio que o Guerrero deveria entrar, mas no lugar do Jorge Henrique ou do meia Douglas.

DESTAQUE

Walace e Paulo André
Não confio em nenhum dos dois, mas hoje fizeram uma boa partida.

Danilo
Sua regularidade surpreende, hoje ao lado de Paulinho são as principais peças do elenco corinthiano.

Romarinho
Estava bem na partida, achei sua substituição injusta tanto que o rendimento ofensivo do Corinthians caiu após a sua saída.

FICHA TÉCNICA

BAHIA 0X0 CORINTHIAS
Estádio: Pituaçu, em Salvador (BA)
Data/hora: 29/7/2012 - 16h
Árbitro: Pablo dos Santos Alves (ES)
Auxiliares: Marcio Eustaquio Santiago (MG) e Fabiano Ramires (ES)
Renda/público: Não disponíveis
Cartões amarelos: Paulinho e Guerrero (COR)
Cartões vermelhos: -
GOLS: -

BAHIA: Marcelo Lomba, Gil Bahia (Diones - 32'/2ºT), Danny Morais, Titi e Ávine; Fahel, Fabinho, Hélder, Magno (Vander - 20'/2ºT), Zé Roberto e Júnior (Rafael - 20'/2ºT).
Técnico: Caio Júnior

CORINTHIANS: Cássio, Alessandro, Wallace, Paulo André e Fábio Santos; Ralf, Paulinho, Danilo, Douglas (Ramírez - 33'/2ºT) Jorge Henrique e Romarinho (Guerrero - 14'/2ºT).
Técnico: Tite.
Abraços

Léo Cavallieri
Corinthians, jogai por nós!

Tricolor goleia Fla no Morumbi

São Paulo  4 x Flamengo

 *Foto: Terra
Um bom jogo !
Bem diferente da partida do meio de semana, quando perdeu fora de casa.
Com as voltas o M1TO Rogério Ceni e do Fabuloso e com o apoio do torcedor,
Mais de 30 mil estiveram esta tarde do Morumbi para torcer e apoiar o time.
O São Paulo jogou melhor e não teve dó dos cariocas 
Que voltam pra casa com uma bela goleada nas costas: 4 x 1
O primeiro tempo acabou 2 a 0 com gols de Maicon em um chutaço de fora da área
E o segundo de Luís Fabiano que de cabeça marcou após cruzamento de Jadson.
No segundo tempo, Fabuloso voltou a marcar após bom cruzamento de Cortez,
Em lança de começou com uma bola roubada por Ademilson.
O time carioca diminuiu com Rômulo, mas no fim do jogo
Jadson deu números finais ao tirar do goleiro o marcar o quarto gol.
Foi uma boa partida, a volta de Rogério Ceni fez bem ao time
Principalmente a defesa, não que Denis tenha sido mal
Mas a experiência do M1TO nessas horas faz diferença.
A próxima partida do Tricolor pelo Brasileirão 
Será também em casa contra o Sport no domingo.
Mas antes o time de Ney Franco tem sua estréia na Sul-Americana.
Contra o Bahia fora de casa.
Boa oportunidade para mostrar crescimento.

Destaques do Jogo

Luís Fabiano: Mesmo com mais um amarelo, dois gols e muita disposição
Rogério Ceni: A experiência que faltava para orientar o time.
Jadson: Mais um gol, cruzou para o segundo gol e muita movimentação.

Desastre do Jogo 

Não teve ninguém no jogo de hoje, também depois de quarta feira ...


Abs
Dan Castanho - TRI Mundial !!!

sexta-feira, 27 de julho de 2012

Ceni festeja volta após seis meses: 'Minha história não acabaria assim'


Foram seis meses de solidão devido a uma cirurgia para corrigir grave lesão no ombro direito, saldo dos treinamentos ainda na pré-temporada do clube, em janeiro. Longe dos gramados, distante da tensão de um jogo de futebol, do carinho do torcedor, das alegrias e das tristezas que só o futebol proporciona. Em alguns momentos da fisioterapia, Rogério Ceni ficou sete, oito horas “internado” no Reffis do CT da Barra Funda. Tudo para que o momento da volta chegasse. E chegou.
Com o retorno confirmado para a partida do próximo domingo, contra o Flamengo, no estádio do Morumbi, o camisa 1 deu sua primeira entrevista coletiva de 2012 e, em diversos momentos, sorriu como uma criança.
– Quando me machuquei, falei que minha história não acabaria assim. Felizmente, não vai acabar. Tenho certeza de que domingo será muito emocionante. Espero agora poder executar tudo o que perdi nesses seis meses. Nunca havia ficado tanto tempo parado na carreira. Quando isso acontece, uma parte de você acaba morrendo. Espero que a minha alegria possa se transformar em resultado, porque precisamos da vitória dentro da nossa casa – afirmou.
Durante aproximadamente meia hora, Ceni respondeu pacientemente a tudo que lhe foi questionado. Falou sobre a rotina longe do campo e sobre o momento do São Paulo na temporada. Saiu em defesa de Luis Fabiano e voltou a dizer que somente nos últimos meses de 2012 é que decidirá se tem gás para mais uma temporada ou se partirá para a aposentadoria.



Veja abaixo os melhores momentos da entrevista
Como se encontra
Eu me sinto bem, faço todos os movimentos. É claro que, quando você está mais velho, é normal não ter o mesmo vigor físico de um menino de 20 anos. Trabalhei muito forte nas últimas quatro semanas em campo, eu me esforcei, eu me preparei para esse momento.
Do que sentiu e do que não sentiu falta?
Não senti falta de concentrar. Ficar em casa foi uma surpresa, agradável voltar todas as noites. Senti falta do jogo, da torcida, da cobrança, da alegria, da dificuldade, do sofrimento, do grito de gol, tudo que faz parte de um mundo do futebol. Quando você faz sete, oito horas de fisioterapia, o dia demora a passar.
Salvador da pátria?
Não sou salvador de coisa nenhuma. Mesmo com o meu retorno, se não entrar em campo, jogar com vontade e vencer, não vai adiantar nada. A responsabilidade é de todos. Jogar no São Paulo é uma responsabilidade, precisamos sair desse momento que, embora não seja ruim, não é o ideal. Fazemos uma campanha na média, estamos em sétimo e não podemos nos contentar com coisas medianas. O Atlético-MG está 12 pontos à frente e, para tentar correr atrás, precisamos começar a vencer.
Crise de Luis Fabiano com a parte da torcida que o vaiou
Ele não pode ser cobrado isoladamente. O Luis Fabiano vai voltar bem e tenho certeza de que vai batalhar, fazer gols e batalhar bastante. Tem história como artilheiro e vai contribuir. É mais um jogador que vai tentar ajudar o São Paulo. Eu vivi um momento ruim em 2004, quando fomos eliminados da Libertadores. O Luis vai ganhar novamente o apoio do torcedor. Futebol é básico. Ganhou, tem apoio. Perdeu, é vaiado.
Momento do São Paulo
Não pode parar no tempo e achar que quando ganha está bom. Esse ano aconteceram coisas que não vale mais comentar. Todo o time sofre eliminações em todos os anos, não conheço ninguém que só ganha. O problema é que consecutivamente estamos acumulando insucessos, e as frustrações vão passando para o torcedor. Vivemos um momento difícil, a campanha não é excepcional, e é preciso ter consciência de que precisa melhorar. Precisamos fazer o São Paulo voltar a vencer.
Projeto para o restante da carreira
Meu projeto momentâneo é o domingo. Estou há seis meses sem jogar e agora são quatro semanas seguidas de treino em campo. Estou muito focado nisso agora. Meu projeto vai até dezembro desse ano e depois a gente vai analisar.
São Paulo cogitou renovar pelo período em que ficou machucado
Não quero, não preciso de nenhum favor. Só tenho a agradecer ao São Paulo por tudo que fez e faz por mim. Durante esses seis meses, fui muito bem tratado. Só tenho de falar bem dos médicos, do pessoal do Reffis, da fisioterapeuta do clube, que durante 11 semanas trabalhou comigo na piscina, às vezes totalmente submerso, apenas com um snorkel (que permite a respiração embaixo da água). No fim do ano, vamos sentar e conversar. Se o clube achar que eu mereço continuar e eu me sentir bem, acho que é justo discutir a renovação. Se achar que é melhor parar, tenho certeza de que todos vão respeitar a minha decisão.
Como avaliou o desempenho de Denis
Ele foi muito bem. Errou em alguns jogos, como eu erro. Ele tem explosão, agilidade, está no auge de sua condição e ainda vai crescer um pouco mais. Goleiro que vai jogar futuramente no São Paulo como titular. Quem sabe já no ano que vem.

Fonte: Globoesporte.com ( imagem: Rubens Chiri/saopaulofc.net)
OPINIÃO
Mesmo com todo o momento conturbado que o São Paulo vive, dentro e fora de campo, é inegável que o torcedor tricolor, ao ouvir que o M1TO retornaria aos gramados, deu aquele sorriso e se encheu de esperança.
Rogério è um cara vencedor, não merece passar por esta fase tão delicada que o clube/time vive, mas sua alma e espírito de perfeccionista e vencedor, além de ser um craque e líder nato, podem trazer a tona aquele São Paulo que o torcedor tanto espera.
Como ele mesmo disse "Minha história não acabaria assim"...e não acabou!
Ele é um cara abençoado por DEUS e vai encerrar a carreira por cima e de uma maneira brilhante.
Força, São Paulo!
M1TO, a torcida está com você!
Abraços,
Wanderson Mioto
 












quinta-feira, 26 de julho de 2012

Lanterninha Atlético Goianiense surpreende e goleia o apático e fraco São Paulo

O São Paulo sofreu uma das mais duras derrotas dos últimos anos no jogo de hoje contra o Atlético Goianiense, no Serra Dourada, em partida válida pela 12ª rodada do Brasileirão.

Mesmo sendo um jogo de começo de campeonato, onde aparentemente os maus resultados não são tão preocupantes, já que há ainda muito chão pela frente, fica um gosto pra lá de amargo pra torcida tricolor, que vê o barco afundando.

Uma derrota acachapante para o lanterna do campeonato, e ainda de goleada? Tá tudo muito errado neste São Paulo.

O time até começou bem o jogo, ditando mais o ritmo da partida e impedindo as investidas do Atlético Goianiense. A dupla de ataque formada por Ademilson e Willian José era a esperança de gols do tricolor que dava sinais de que poderia vencer a partida com tranquilidade (mesmo com uma furada bisonha de Willian José na grande área, após bela matada no peito).

Aos 16min começou o pesadelo tricolor: Após cobrança de falta na área, Marino cabeceou, Denis ainda espalmou a bola, que bateu na trave e entrou. Alguns consideraram falha do goleiro no lance, eu particularmente entendo que a cabeçada foi certeira e em cima. Eximo nosso goleiro da culpa.

Aos 24min, o juizão inventou uma penalidade de Douglas sobre Eron. O goleirão Márcio bateu (a lá Rogério Ceni) e aumentou o placar para os donos da casa. 2 x0!

Interessante notar que, mesmo com o domínio das ações no começo do jogo, até os 25min o São Paulo praticamente não tinha chutado no gol do adversário, além de demonstrar a tradicional apatia e falta de garra tão constante nos jogos de nosso clube nos últimos tempos.

As coisas pioraram aos 30min quando Patrick subiu sozinho na frente de Rodolfo e cabeceou pro gol.

Era o lanterninha do campeonato acabando com o São Paulo sem dó!

O Tricolor conseguiu diminuir aos 41min após bela troca de passes entre Jadson, Denilson e Willian José, que culminou com a finalização de Ademilson.

Mas não deu nem pra comemorar...

Dois minutos depois, Wesley aproveitou uma bobeada bisonha da zaga tricolor após cobrança de falta, saiu de cara para o gol e fuzilou! 4 x 1 Atlético Goianiense.

Fim do primeiro tempo e uma certeza: O torcedor tricolor não acreditava no que estava presenciando.

Falta de garra, talento, futebol, organização...tudo isso fez com que o São Paulo fosse massacrado na primeira etapa.

Veio o segundo tempo e com eles tivemos as entradas de Casemiro e Rodrigo Caio (saíram Edson Silva e Douglas). O time melhorou, aliás, tinha obrigação de melhorar, pois a chance de levar uma goleada (ainda maior) histórica e igualmente vergonhosa eram bem possíveis de acontecer.



Logo aos 04min Casemiro foi derrubado na área. Jadson cobrou e fez.

A princípio, o gol ligou ainda mais o São Paulo, que tinha obrigação de correr atrás do prejuízo. Com isso, o time dominava o jogo e o adversário limitava-se a se defender.

Rafael Tolói aumentou as esperanças quando, aos 17min, deu um petardo de fora da área que foi no ângulo do goleiro Márcio. Golaço!

Só faltava mais um gol pra empatar o jogo e talvez até virar...

O que o time fez?

Esfriou o próprio jogo...

Surgiram ainda algumas chances ainda com Jadson (chute de fora da área defendido de forma Magistral por Márcio) e Rodrigo Caio que cabeceou próximo a trave após cobrança de falta...porém, no momento em que o time tinha que sufocar o adversário, criando jogadas pelas laterais ou tabelas, não fez nada disso.

Virou o jogo de um lado pro outro sem efetividade nenhuma.

Com isso, o lanterninha Atlético Goianiense garantiu a quarta vitória em quatro jogos contra o São Paulo no Serra Dourada (viramos freguês do Atlético Goianiense, a que ponto chegamos...), deu uma respirada na parte de baixo da tabela e fez com que o torcedor ficasse extremamente chateado e decepcionado com o futebol, apatia e falta de competividade demonstrada pelo Tricolor.

As constantes presepadas da direção tricolor, tanto na escolha de técnicos, quanto na montagem de elenco e até na maneira como faz a gestão de seus negócios e imagem claramente começa a refletir no time de futebol, que é apático, sem garra, sem talento e competência.

Somado a isso, temos um elenco fraco, jogadores questionáveis e um técnico igualmente fraco e sem gabarito nenhum.

Dá pra explicar como um time que joga com três zagueiros toma quatro gols?

Como explicar um técnico tão aclamado como conhecedor da base, de trabalho com garotos e etc não conseguir dar o mínimo de padrão de jogo para uma equipe?

E o principal de tudo: Como explicar a falta de vontade de vencer neste clube (time e diretoria)?

O torcedor não sabe mais o que pensar....

Próximo jogo é contra o Flamengo no Morumbi e de bom, temos só a volta de Rogério Ceni.

Que Domingo o torcedor não saia do estádio decepcionado mais uma vez.

Fonte: Imagem (Globoesporte.com / Ed Ferrieri / Agência Estado)

 
Abraços,
Wanderson Mioto
 





Vitória e boa atuação!

Corinthians 2 x 0 Cruzeiro 

Casa cheia, marcação pressão e muita raça, com essas qualidades tão admiridas pela Fiel, Timão vence o Cruzeiro no Pacaembú e chega a sua quarta vitória no Brasileirão.

No primeiro tempo o Corinthians dominou as ações da partida, criou as principais chances de gol até abrir o placar com Chicão batendo pênalte. Mesmo na frente o Timão continuou melhor e poderia ter ampliado o placar.

Na segunda etapa o Cruzeiro voltou melhor, equilibrou a partida e teve mais posse de bola porém, sem grandes chances de gol. O Corinthians foi mais cauteloso, recuou um pouco a marcação e buscava sair nos contra ataques, até que aos 48 minutos após lindo chute de Paulinho na gaveta o Timão matou a partida e decretou o 2x0.

CORNETADA

Emerson
Tem crédito e muito após os 2 gols na final da Libertadores, mas está muito individualista, além disso perdeu um gol incrível. Acorda Sheik! Você é uma peça fundamental para o time do Corinthians.

Jorge Henrique
No geral jogou bem e também é muito importante para o esquema tático, mas tem uma dificuldade tremenda pra dominar a bola, bate na canela e espira.

DESTAQUE

Chicão
Jogou muito na zaga e ainda fez o primeiro gol do Timão.

Paulinho
Vou resumir em duas palavras: joga muito!

Romarinho
Boa atuação, rápido, habilidoso, aparece bem ao ataque, está ajudando na marcação, só precisa melhorar um pouquinho sua finalização.

FICHA TÉCNICA


CORINTHIANS 2 X 0 CRUZEIRO
Local: Pacaembu, São Paulo (SP)
Data e hora: 25/7/2012, às 21h50
Árbitro: Leandro Pedro Vuaden (Fifa-RS)
Auxiliares: Nadine Schram Camara Bastos (SC) e Kleber Lucio Gil (SC)
RENDA/PÚBLICO: R$ 891.923,00/28.759 pagantes
CARTÕES AMARELOS:
Paulo André, Alessandro (COR); Sandro Silva, Ceará, Léo (CRU)
CARTÕES VERMELHOS: -
GOLS:
Chicão, 22'/1°T (1-0); Paulinho, 48'/2º (2-0)

CORINTHIANS: Cássio, Alessandro, Chicão, Paulo André e Fábio Santos; Ralf, Paulinho, Danilo e Romarinho (Edenílson - 38'/2ºT); Emerson Sheik (Guerrero - 41'/2ºT) e Jorge Henrique.
Técnico: Tite.

CRUZEIRO:Fábio, Ceará (Marcello Oliveira - 18'/2ºT), Léo, Mateus e Diego Renan; Leandro Guerreiro, Willian Magrão, Sandro Silva (Fabinho - 26'/2ºT, depois Souza - 27'/2ºT) e Montillo; Borges e Wellington paulista.
Técnico: Celso Roth.

Abraços

Léo Cavallieri
Corinthians, jogai por nós!


terça-feira, 24 de julho de 2012

Juvenal cede, é convencido a vender Lucas, mas espera proposta maior

A janela de transferências de saída para o exterior se encerra apenas no dia 31 de agosto, mas o São Paulo corre sério risco de perder o atacante Lucas bem antes disso. Um emissário do Manchester United (ING) está na capital paulista para formalizar uma nova proposta pelo jogador até quarta-feira.
Apesar do desejo de manter sua principal estrela e de ter recusado ofertas anteriores do Manchester United (ING), que já chegou a oferecer € 38 milhões (R$ 93,5 milhões), o presidente Juvenal Juvêncio foi bombardeado de críticas pela oposição e até por conselheiros próximos, dizendo que deveria pensar no patrimônio do clube e no valor que o Tricolor receberia pelo jogador de 19 anos. E o dirigente, que estava convicto na permanência, já mudou de posição.


Na semana passada, o presidente se reuniu com pessoas próximas, de sua confiança. Juvenal argumentou que, vendendo sua principal peça, seria alvo de mais críticas do torcedor, além do título brasileiro e até mesmo uma vaga na Taça Libertadores de 2013 ficarem bem mais complicados. Isso porque não haveria tempo para contratar um substituto, já que a janela de contratações de jogadores que atuam fora do país fechou na última sexta-feira.
Porém, durante a conversa, Juvenal foi convencido do contrário. E a diretoria acredita que o Manchester irá apresentar uma nova proposta para tirar o jogador do Morumbi. Nesta segunda-feira, o site oficial do clube inglês admitiu o interesse, mas negou que já houvesse um acerto, conforme noticiou o jornal local "Daily Mirror" no domingo.

- Nós já demonstramos nosso interesse, mas enquanto não houver um acordo, não podemos dizer que Lucas é nosso jogador - afirmou o técnico Alex Ferguson, que também exerce a função de manager, responsável pelas contratações.
Lucas hoje está na seleção brasileira que disputará a Olimpíada de Londres e seu nome é comentado em todas as publicações esportivas inglesas. Seu empresário, Wagner Ribeiro, e o presidente Juvenal Juvêncio também desmentiram a notícia de que a venda estaria consumada.
Até o dia 1º de agosto, os direitos econômicos do atleta estão divididos da seguinte maneira: 80% para o São Paulo e 20% para o jogador. A partir da data acima, a porcentagem será alterada, passando para 70% a 30%. Se uma nova oferta do Manchester chegar nos próximos dias, o martelo deverá ser batido. O clube paulista quer € 30 milhões livres para seus cofres, sem estar incluída a parte do atacante.
Outro fator que deve facilitar a negociação é a repercussão do "não" dito pelo São Paulo ao Manchester. Muitos torcedores acharam loucura recusar uma oferta de mais de R$ 90 milhões e ciriticaram a diretoria, o que leva os dirigentes a acreditarem que não haverá protestos em caso de acerto com os ingleses.

Fonte: Globoesporte.com (Imagem: Mowa Press)

OPINIÃO

Mesmo com a extrema importância de Lucas no time atual do São Paulo, considero como irrecusável uma proposta de quase R$ 100 milhões pelo jogador.

Como comentei em um post anterior, no atual padrão do futebol brasileiro, essa quantia de dinheiro possibilitaria a montagem de um elenco fortíssimo, apto a disputar (e ganhar!) títulos.

Se o Manchester United aparecer com uma nova proposta na porta Tricolor, acredito que desta vez, Lucas vá embora.

É esperar pra ver.

Abraços,
Wanderson Mioto
 





segunda-feira, 23 de julho de 2012

Preparador libera Guerrero, mas estreia pelo Timão depende do BID


Após uma semana de treinos no Corinthians, o atacante peruano Paolo Guerrero foi liberado pelo preparador físico Fábio Mahseredjian para ficar no banco de reservas na partida contra o Cruzeiro, na próxima quarta-feira, no Pacaembu.

- Liberado fisicamente para um jogo inteiro somente no domingo (contra o Bahia, em Pituaçu). Mas se fosse para ir ao banco de reservas agora tudo bem, não vejo problema - disse Mahseredjian, ao LANCENET!.

Nesta segunda-feira, Guerrero fez um treino físico pela manhã e, à tarde, participou com o grupo das atividades técnicas. Sua condição foi determinante para que ele pudesse ter chance de jogar nesta quarta.
O problema é que o jogador, contratado do Hamburgo (ALE), ainda não teve o registro regularizado na CBF. Ele só terá condições de jogo depois que o nome aparecer no Boletim Informativo Diário (BID) da CBF. O clube esperará até a tarde desta terça-feira para decidir se ele ficará concentrado no CT e será relacionado para o jogo. Por enquanto, a comissão técnica ainda não conta com sua presença, por conta dos trâmites burocráticos.

Nos últimos jogos, Tite tem optado pelo atacante Adilson, ex-XV de Piracicaba, como opção no banco de reservas. Elton, mal nas últimas vezes em que esteve em campo, tem sido preterido.
Já o atacante argentino "Burrito" Martínez ainda precisará de mais tempo. A tendência é que sua estreia fique apenas para o dia 5 de agosto, contra o Vasco, no Engenhão.
(Fonte: Lancenet)

Opinião:

Estamos precisando de um camisa 9, espero que seu nome apareça no BID e ele possa fazer sua estréia contra o Cruzeiro nessa quarta-feira.

Abraços

Léo Cavallieri
Corinthians, jogai por nós!


Vice do Inter entrega Santos e diz que Rafael Moura está acertado com o clube

O Santos parece ter encontrado um camisa 9 para substituir Alan Kardec e Borges: Rafael Moura. O técnico Muricy Ramalho declarou interesse na última sexta-feira e disse que o acerto só dependia do próprio jogador. A diretoria santista tentou manter o mistério, mas o vice-presidente de futebol do Internacional, Luciano Davi, tratou de entregar o clube alvinegro.
“Liguei para o Rafael Moura. Ele está acertado até o final do ano com o Santos e estávamos tentando este jogador. Falei para o Fernandão quando desliguei o telefone: vamos ver o que temos em casa. O Rafael pediu desculpas, mas ele recebeu proposta do Santos antes. Ele deu a palavra ao Muricy. Deixou a porta aberta para negociarmos a partir de dezembro”, disse o dirigente Colorado.
Apesar da entregada de Luciano Davi, o Santos ainda não confirma a contratação do jogador, hoje reserva no Fluminense.
“A diretoria do Santos não tem nenhuma posição sobre o assunto. Qualquer informação será dada pela assessoria de imprensa”, disse o gerente de futebol do Santos, Nei Pandolfo.
O dirigente não negou o interesse do Peixe no jogador, mas não quis comentar o assunto. “Só faremos qualquer comentário depois que o contrato seja assinado”, afirmou.
O Rafael é um jogador interessante, mas é do Fluminense e eles têm que liberar para vir para o Santos. A bola está com o jogador, quem decide sempre é o jogador”, disse Muricy Ramalho na última sexta-feira.
Rafael Moura recebe no Fluminense R$ 360 mil mensais, salário considerado alto pela diretoria santista. Além disso, o Santos tenta convencer os dirigentes cariocas a emprestar o atacante por uma temporada, mas o Fluminense pretende negociá-lo em definitivo e estabeleceu o valor de US$ 3 milhões (aproximadamente R$ 6 milhões).

 Uol esporte

Att: Marcel Henrique