quinta-feira, 28 de fevereiro de 2013

No sufoco, Tricolor supera o The Strongest no Morumbi


Foi uma partida bem movimentada no primeiro tempo, truncada no segundo, dura, difícil e tensa. Mas a vitória veio no finalzinho e o São Paulo conseguiu os três pontos mais do que importantes para a fase de grupos da Libertadores.

Apostando no mesmo time que encarou o Bolívar no Morumbi (pela fase Pré), o Tricolor confiava na velocidade de Jadson, Aloísio, Osvaldo e no faro de gol de Luis Fabiano para conseguir uma vitória fácil em cima de mais um time boliviano, neste caso, o The Strongest.

O começo dava pintas de que seria realmente uma partida fácil pro Tricolor, já que Rogério M1TO Ceni, aos 02min, bateu falta de forma magistral no canto esquerdo do goleiro Daniel Vaca que se esticou todo pra fazer defesa sensacional.

Denílson, aos 09min, mandou um petardo de fora da área que passou perto, por cima do gol.

E o Tricolor dominava as ações de jogo, buscando os espaços para abrir o marcador.

Era a pressão inicial que "teoricamente" resultaria em gol.

Mas o gol veio, de forma bem bizarra por sinal, só que do lado adversário.

Aos 20min, após cruzamento de escanteio no primeiro pau, Cristaldo desviou a bola, que passou por cima do nosso goleirão e de toda a defesa até morrer praticamente nas redes, com a conclusão final de Barrera, que só empurrou pra marcar.

Daí pra frente, o São Paulo se jogou com tudo ao ataque, afobado, errando muitos passes e dando espaços pra o The Strongest chegar com perigo.

Welington jogava mal, a defesa sofria em alguns lances aéreos e Jadson, nosso homem de criação, estava sumido em campo.

Aos 39min, na chance mais clara do primeiro tempo, Luis Fabiano perdeu gol incrível (por capricho) após tocar por cima na saída do goleirão Vaca, onde infelizmente a bola foi pra fora (um simples chute seria o suficiente para empatar).

De tanto insistir, o empate ainda veio no primeiro tempo.

Aloísio ganhou bola na linha de fundo, cruzou rasteiro para a área, Luis Fabiano virou, chutou, o goleiro fez grande defesa, mas no rebote Osvaldo mandou pras redes.

Ufa! Empate na hora certa! Gol sofrido, mas muito importante!





O segundo tempo chegou e o futebol do time ficou feio, virando refém de jogadas isoladas de linha de fundo (em uma delas Jadson carimbou a trave) e tentativas vãs de toque de bola pelo meio, todas interceptadas com facilidade pela zaga boliviana.

A vitória não podia escapar, e Ney Franco colocou Ganso e Cañete em campo, nos lugares de Denílson e Aloísio, respectivamente.

As trocas funcionaram, o time dominou o meio de campo e começou a pressionar pra valer até que aos 34min, em bela jogada trabalhada por Canete e Ganso, Luis Fabiano recebeu passe rasteiro no meio da área, se esticou e conseguiu empurrar a bola para as redes.

Ufa (denovo)!

Daí pra frente foi só administrar o resultado na base do chute e cavando faltas, e contando com a ajuda de Fabrício que reforçou a marcação.

Vitória apertada, muito diferente da ideia inicial de goleada em cima do (bom) time boliviano.

Três pontos importantíssimos.

Com o resultado, o Tricolor acorda na competição e vai com tudo em busca do segundo lugar e, se deixarem, até do primeiro.

Como destaques, vale parabenizar Luis Fabiano, Cañete e Ganso que fizeram a diferença para o time hoje.

Arrisco a dizer que hoje, foi a verdadeira estreia de Ganso pelo time, tamanha sua garra e sangue nos olhos pra buscar a vitória.

O esquema tático tão defendido por Ney Franco, com Aloísio, Douglas ou quem mais for no lugar do "fantasma" Lucas, não funcionou bem hoje e vem se mostrando bem instável na hora "H".

Abre o olho Ney, é preciso mudar o esquema e postura do time, só assim vamos decolar na competição.

Pra finalizar, deixo um comentário bem pertinente do blogueiro Rica Perrone (são paulino, por sinal), sobre o Tricolor no jogo:

"É pelo meio. É ali que o São Paulo tem, agora, os seus melhores jogadores. E é ali que deve forçar."

Tá vendo Ney?

O São Paulo tem que aprender a jogar pelo meio, é ali que temos grandes jogadores que podem desequilibrar... chega do "fantasma" Lucas, bola pra frente e vamos fazer este time jogar!

Vai Tricolor!

Fonte: Imagem ( Globoesporte.com / Marcos Ribolli)












segunda-feira, 25 de fevereiro de 2013

Começando a semana na Boa ...


Depois de vencer no sábado o Linense por 3 x 0 em jogo do Paulistinha,
O Tricolor volta suas atenções a Libertadores.
Na próxima quinta feira recebe no Morumbi o The Strongest da Bolívia.

Ney Franco não confirmou, mas tende a voltar a escalar o time com 3 atacantes.
Assim , sai PH Ganso do time titular e entra Aloisio jogando pelo lado direito de campo.
Como a partida é em casa, contra um adversário que vem pra jogar na defesa,
Acho uma boa opção !

Mas percebe-se que Ney Franco AINDA não tem seus 11 titulares.
Contra o Linense, Fabrício entro no decorrer do segundo tempo e foi muito bem !
Mostrou que tem evoluído fisicamente, e se continuar assim brigará pela vaga.
É um jogador de boa técnica, sabe marcar e ainda tem qualidade para sair jogando.
Qualidades que agradam ao treinador .

Quem sabe assim , coloca-se um ponto final nas necessárias experiências,
E o futebol se torne mais forte, competitivo e vencedor !
É o que a torcida espera .

Ah ! Só um detalhe, com a vitória de sábado, o Tricolor assumiu a liderança do Paulistinha
E ainda tem um jogo a menos ...

Abs
Dan Castanho - TRI Mundial !!!

quarta-feira, 20 de fevereiro de 2013

Luis Fabiano dá show e Tricolor bate o São Caetano

Com muita disposição, entrega e uma noite pra lá de inspirada de Luis Fabiano, o Tricolor correu atrás do resultado e  conseguiu sair com a vitória em bom jogo contra o São Caetano, no ABC.

A partida, que deveria ter sido realizada na segunda rodada do Paulistão, mas foi adiada devido ao confronto da Pré-Libertadores entre São Paulo x Bolívar, foi bem movimentada do início ao fim, com boas reviravoltas durante o jogo.

O Tricolor começou com tudo e aos 13min abriu o marcador com Luis Fabiano, após bela jogada do inspirado Osvaldo que só rolou pro nosso artilheiro mandar pras redes.

O Azulão não se abateu e foi com tudo pra cima, apostando nas jogadas de velocidade pra cima da nossa ainda preocupante zaga. Aos 24min, Danielzinho empatou o jogo.

Um minuto depois, após bola lançada nas costas de Douglas e Lúcio, Jobson empurrou pras redes e deixou o Azulão na frente do marcador.

O empate Tricolor veio aos 45min, em chute de Maicon que desviou na zaga adversária e encobriu o goleiro Fábio.

O Tricolor voltou com a mesma formação para o segundo tempo e tomou alguns sustos logo no comecinho, com jogadas de velocidade do ataque do São Caetano em cima de Tolói, mas que, por sorte, não passaram de susto mesmo.

Depois disso, o domínio da partida foi totalmente nosso, com o Tricolor querendo a todo custo virar o jogo e garantir a vitória.



Jadson, Luis Fabiano e Osvaldo se desdobravam, mas o gol não saía.

As entradas de Wellington (Maicon), Carleto (Cortez) e Aloísio (Ganso), deram mais força ofensiva ao Tricolor que começava a criar jogadas mais incisivas pelos dois lados do campo.

Em uma delas, Luis Fabiano tabelou bonito com Douglas e, pegando o rebote da jogada, limpou os marcadores, entrando na área e fuzilando para o gol.

Nem o gol de virada fez o Tricolor esfriar, que continuou apertando o Azulão, perdendo chances incríveis com o próprio Luis Fabiano e Osvaldo, algumas com o gol até mesmo vazio.

Mas, aos 47min, Aloísio tratou de fechar a conta, marcando gol de cabeça após belo cruzamento de Carleto.

Fim de jogo. Vitória garantida e vice-liderança do Paulistão.

Os destaques da partida vão para Luis Fabiano e Osvaldo, simplesmente impecáveis, Maicon, Wellington (que entrou como um leão) e Carleto, fazendo todos estes um bom jogo, deixando ótima impressão na torcida.

A zaga ainda deixa muito a desejar, sofrendo bastantes contra adversários rápidos e em bolas aéreas alçadas na área. Precisamos melhorar o sistema defensivo urgentemente.

Ganso, infelizmente ainda não se encontrou e dá pra perceber que não está na mesma pegada do time. Sua morosidade no jogo e falta de participação em nada contribuem com o time dentro de campo, ainda mais com o São Paulo apostando em jogadas de velocidade. Preocupante a situação do nosso "maestro".

O time ainda não encaixou, demonstra vontade e determinação, mas falta jogar um futebol mais completo, seguro e vistoso, só assim nós, torcedores, poderemos sonhar com títulos neste primeiro semestre e uma entrada "de vez" na Libertadores.

Vamos Tricolor!

Fonte: Imagem (Globoesporte.com / Léo Pinheiro / Agência Estado)



segunda-feira, 18 de fevereiro de 2013

El Campeón Volvió !

  O Tricolor lançou um vídeo sobre os bastidores da conquista da Copa Sul-Americana de 2012.  
  Nele, vários momentos da campanha, momentos dos jogos, imagens da torcida e também com os bastidores.
  Segue abaixo o vídeo de ...


EL CAMPEÓN VOLVIÓ !



Abs
Dan Castanho - TRI Mundial !!!


Pitacos ...


Corinthians  2 x 2  Palmeiras

Antes do apito inicial, nem mesmo o mais fanático palmeirense acreditaria em uma vitória.
Não que eu esteja desmerecendo o alvi-verde, mas é óbvio que o time não é um time pronto ...
Mas pelo que apresentou, se o Wesley não fosse TÃO "fominha" o resultado poderia ter sido outro.
Não é, e ainda esta longe de ser um time que brigará por títulos ...
Já do outro lado, o alvinegro não foi bem .
Até criou boas chances, mas não mostrou o futebol de outros jogos,
Principalmente comparando com o ano passado, normal.
O time assim como  os demais, ainda esta em fase de preparação para competições maiores.
O empate acabou sendo justo !

Ponte Preta  3 x 1 Santos

E o Cruzeir... digo Santos (de azul  ...) hein ??
A Ponte é um bom time e sempre incomoda.
Quase sempre faz boas campanha, chega nas fases final,
Mas não é um time que ganha ou ganhará algo.
Em cima disto, o Peixe mesmo jogando fora era o favorito.
Mas quando Neimar não esta bem,
O time praiano não passa de um time modesto.

Abs
Dan Castanho - TRI Mundial !!!

domingo, 17 de fevereiro de 2013

Tricolor vence com falha de MITO e gol de Ganso.


Em jogo válido pelo Paulistinha o Tricolor foi a campo para rebeber em caso o Ituano, com um futebol bem abaixo das expectativas, o time de Ney Franco mostrou regularidade:
  • Continuou jogando um futebol limitado;
  • Voltou a tomar 2 gols.
  O treinador tem mudado as peças mas ainda não encontrou o time ideal, na partida de ontem Tolói enfim ganhou a vaga de Rhodolfo (bom jogador mas tem falhado muito) ao lado de Lúcio.
  Dos dois gols sofridos ontem, um dele foi 100% por uma falha do MITO, mas esse tem crédito de sobra e minutos depois quase fez um gol em uma cobrança de falta que caprichosamente a bola ficou no travessão.
  Os gols Sãopaulinos foram de Osvaldo, Jadson cobrando falta e de Ganso que de cabeça fez o gol da vitória.
  Muito tem se falado do miolo de zaga, mas vejo que a marcação desde início de ano esta bem mais fraca de no ano passado, Paulo Miranda voltou abaixo do futebol que apresentou, e os volantes também, estão bem abaixo...
  Wellington e Denilson não estão com o mesmo futebol do final de 2012, e com os laterais também deixando a desejar, Cortês, Paulo Miranda e o Douglas quando tem jogado por alí tem facilitado muito para os adversários e com isso oa zaga tem sofrido mais gols.
  Um exemplo disso foi o segundo gol do Atlético Mineiro, quando Ronaldinho ganhou de Wellington e Ganso , foi a linha de fundo e cruzou para Réver levar vantagem em cima de Rhodolfo e fazer o gol.
Bom se esse campeonato estadual tem alguma utilidade,esta é para se encontrar o time ideal e fazer com que ele ganhe rítimo de jogo, pois tirando os clássicos, não tem nenhuma outra atração.

Abs
Dan Castanho - TRI Mundial !!!

quinta-feira, 14 de fevereiro de 2013

Ronaldinho decide e Galo bate o Tricolor na Libertadores


Foi um jogo com cara de Libertadores: truncado, emocionante, em alguns momentos imprevisível e no final, o grande craque fez a diferença a favor do Galo, o que garantiu a derrota Tricolor no Independência.

Com Douglas de titular na suposta "vaga de Lucas", o Tricolor apostava na velocidade e entrosamento do trio Osvaldo/ Jadson e Luis Fabiano (mais a velocidade e bom arremate de Douglas) para criar as chances de gol.

O time começou bem o jogo, jogando de forma vigorosa e segurando as investidas do adversário que criou uma boa chance em cabeceio de Jô defendido pelo M1TO. O trio de ataque encontrava dificuldades, mas, dentro do possível, o time jogava firme.

Mas, num lance que uniu a malandragem de Ronaldinho Gaúcho e a desatenção incrível da defesa são paulina, o Galo abriu o marcador. Ronaldinho recebeu lançamento após arremate lateral totalmente livre, sozinho, "na banheira" como dizem no futebol, avançou pela linha de fundo e cruzou rasteiro para o meio da área. Jô só teve o trabalho de acompanhar o lance e empurrar para as redes.

Aqui é bom lembrar para a defesa são paulina que em cobranças de lateral, não existe regra de impedimento, portanto, falha infantil que resultou em gol adversário.

Nosso time sentiu o baque e jogou muito mal o restante da primeira etapa, errando muitos passes, perdendo divididas, sendo nulo na criação, insistindo muito em jogados do lado direito do campo, esquecendo-se do lado esquerdo, e sendo presa fácil da forte marcação mineira.

Jogo complicado e a derrota parecia inevitável.




O segundo tempo chegou e com ele o Tricolor veio disposto a arrancar o gol de empate e, sinceramente, não faltou dedicação e entrega.

O time jogou firme, com raça, e com preparo físico nitidamente melhor do que o do adversário começou a criar chances de gol. Paulo Miranda deu lugar para Aloísio e Jadson saiu para a entrada de Ganso, reforçando a pressão Tricolor.

Osvaldo era nosso jogador mais incisivo na partida, atormentando os zagueiros mineiros.

O gol de empate estava difícil de sair, até mesmo porque Victor fez uma defesa espetacular em chute cara a cara de Luis Fabiano. Depois dessa defesa, o dia parecia claramente que não estava pro Tricolor.

De tanto insistir, mas não marcar, o castigo veio.

Ronaldinho Gaúcho passou voando por cima de Ganso e Welington e, da direita, cruzou na cabeça de Réver que entrou sozinho na pequena área pra ampliar o placar.

2 x 0 Atlético e jogo praticamente perdido...ainda não!

Deu tempo do São Paulo diminuir com Aloísio aos 37min, em lance de raça que resultou no gol.

Daí pra frente o Tricolor tentou o tradicional "abafa", mas sem muito sucesso.

Sem "muito sucesso" porque no último lance do jogo, após confusão, a bola sobrou pra Ganso que meteu  a gorduchinha do lado esquerdo de Victor que já estava praticamente vendido no lance.

Pra nosso azar ou capricho do destino, a bola passou rente a trave e não entrou.

Fim de jogo.

Derrota "doída", mas normal, num jogo fora de casa, contra o vice-campeão nacional  e um time que tem um monstro em campo que é o caso de Ronaldinho Gaúcho.

O Tricolor mostrou que ainda não está pronto pra ganhar a competição e precisa entrosar rápido se quiser conquistar voos maiores.

A raça e vigor estiveram presentes, mas faltou um melhor futebol com melhor rendimento de algumas peças, principalmente Douglas que foi um horror hoje, totalmente perdido na partida e Rodolfo, que mostrou por "A + B" que tem que reserva do Tolói.

De pontos positivos, destaco Luis Fabiano (que deu passe pro gol de Aloísio), Osvaldo, que buscou jogo, Lúcio (que joga sozinho na zaga) e o próprio Aloísio, que também mostrou que tem que ser titular no lugar de Douglas, com ele o time melhorou bastante e conseguiu diminuir no placar.

Próximos dois jogos na Libertadores serão no Morumbi.

Hora de jogar bola e acordar de verdade na competição.

Vai Tricolor!

Fonte: Imagem (Globoesporte.com / Bruno Cantini / Site oficial do Atlético Mineiro)